Página 192-193 - Manual de Identificação de Plantas Infestantes - Hotifrúti

Versão HTML básica

190
191
Família Asteraceae
Tagetes minuta
L.
N.V.: alfinete-do-mato, coara, coari-bravo, cravo-bravo, cravo-de-defunto, cravo-de-urubu, cravo-do-mato,
cravinho-de-defunto, erva-fedorenta, rabo-de-foguete, rabo-de-rojão, rosa-de-lobo, vara-de-rojão, voadeira.
Espécie subarbustiva anual que se desenvolve espontaneamente em todo o País, instalando-se em áreas
com lavouras anuais e perenes, áreas olerícolas ocupadas com cultivos de batata e cebola e em pomares
de goiaba e pêssego, entre outros. Utilizada na medicina popular e também como planta de ação repelente
a determinados insetos. Forma compostos alelopáticos. Hospedeira da mosca-das-frutas
Plasmannimya
pallens
, que ataca preferencialmente os capítulos das espécies de Asteraceae, e ainda de ácaros do gênero
Brevipalpus
.
Apresenta caule cilíndrico, ramificado, lenhoso e ferrugíneo na porção mais velha da planta. Folhas
alternadas helicoidais, pecioladas, bainha envolvente, limbo profundamente recortado em 7 a 13
segmentos sésseis, linear-lanceolados, margens onduladas e providas de glândulas que contêm óleo
essencial. Inflorescência terminal e poucas axilares do tipo corimbo de capítulos. Os corimbos reúnem-se
em conjuntos que transportam de 3 a 5 capítulos. Capítulos cilíndricos margeados por um invólucro de
brácteas verdes, ceríceas e glandulosas, as quais protegem as flores tubulosas de coloração amarelada
e de sexo separado. As femininas situam-se na periferia do capítulo, possuem corola ligulada com uma
reentrância e o gineceu com o estigma bífido. As hermafroditas situam-se no centro do capítulo. Fruto
seco do tipo aquênio, longo e estriado. Pode ser reconhecida em campo pelos capítulos amarelados e
pelo odor que exala ao macerar as folhas. Propaga-se por meio de sementes.