Página 190-191 - Manual de Identificação de Plantas Infestantes - Hotifrúti

Versão HTML básica

188
189
Família Asteraceae
Synedrellopsis grisebachii
Hieron. & Kuntze
N.V.: agrião-do-pasto, agriãozinho, agriãozinho-das-pastagens, agriãozinho-do-pasto, poejinho.
Espécie herbácea, perene, subespontânea e que se desenvolve nas Regiões Centro-Oeste, Sudeste e
Sul do Brasil, vegetando em áreas ocupadas por lavouras anuais e perenes, pastagens, entre outros
locais antropizados. Ocorre com muita frequência em cultivos de mamão no Estado do Espírito Santo.
Recomendada para uso em áreas de bota-foras de rejeitos, provenientes da extração de rochas, em
função da rusticidade e da capacidade de fixar e recobrir o solo em curto espaço de tempo. Hospedeira
do nematoide
Meloidogyne mayaguensis
.
Apresenta caule cilíndrico, prostrado, enraizante nos nós, de coloração verde-clara, revestido por densa
pilosidade e amplamente ramificado em toda a sua extensão. Folhas simples, curto-pecioladas, dispostas
de forma oposta cruzada ao longo dos nós bem espaçados. Limbo em formato ovalado com o ápice
brevemente agudo ou obtuso, pubescente em ambas as faces e com as margens ligeiramente serreadas e
apiculadas em direção ao ápice. Inflorescência do tipo capítulo isolado ou reunido em pequenos grupos
localizados nas axilas das folhas. Capítulos sésseis, pouco evidentes, constituídos por duas séries de
brácteas soldadas que protegem as flores de sexo separado. Flores femininas e hermafroditas em número
de 4 por capítulo, ambas com corola tubulosa amarelada. Fruto do tipo aquênio heteromorfo. Os aquênios
de ummesmo capítulo apresentam-se com as seguintes formas: enrugados e com 2 cerdas apicais; alados
e com 2 cerdas apicais; lisos e desprovidos de alas e de cerdas. Pode ser identificada em campo pelo porte
herbáceo reptante, acrescentando-se a morfologia da folha, cuja margem é ofuscadamente serreado-
apiculada, e ainda a morfologia dos aquênios. Propagação por meio de sementes e por fragmentação
do caule.