Página 62-63 - Manual de Identificação de Plantas Infestantes - Hotifrúti

Versão HTML básica

60
61
Família Amaranthaceae
Amaranthus viridis
L.
N.V.: amaranto-verde, bredo, bredo-verdadeiro, caruru, caruru-bravo, caruru-de-mancha, caruru-de-
porco, caruru-de-soldado, caruru-miúdo, caruru-verdadeiro.
Espécie herbácea anual que se desenvolve em todo o País, ocupando áreas com cultivos de batata,
beterraba, cebola, cenoura e tomate. Ocupa ainda áreas complantio de banana, mamão, manga, maracujá
e pomares de laranja e goiaba. Fornece abrigo e alimentação para ninfas e adultos da mosca-branca,
Bemisia tabaci
raça B, responsável pela transmissão do
Begomovirus
, que ataca principalmente a cultura
do tomate. Hospedeira do fungo
Verticillium dahliae
, responsável pela murcha-vascular nas culturas do
tomate, berinjela, jiló, quiabo, morango e cacau, e ainda de ácaros do gênero
Brevipalpus
. Forma compostos
alelopáticos. Considerada planta apícola.
Apresenta caule ereto ou decumbente, com predomínio de coloração verde, podendo apresentar
pigmentação vermelha. Folhas simples alternadas, com longo pecíolo verde ou avermelhado. Limbo
lanceolado commanchas irregulares nos tons róseos, acinzentados ou avermelhados. Margem levemente
ondulada e ápice com pequena reentrância. Inflorescência axilar e terminal do tipo espiga de glomérulos
de coloração verde. As flores são de sexo separado, ficando as masculinas nas pontas das inflorescências
e as femininas na base. Tanto as masculinas como as femininas são rodeadas por brácteas e tépalas em
número de 3 a 4, de coloração verde-clara, as quais substituem o cálice e a corola de cada flor. Fruto seco
indeiscente. A singularidade desta espécie está nas folhas, que se apresentam sempre com máculas de
coloração diferente, podendo ser grandes ou pequenas e distribuídas aleatoriamente. Propaga-se por
meio de sementes.