Página 58-59 - Manual de Identificação de Plantas Infestantes - Hotifrúti

Versão HTML básica

56
57
Família Amaranthaceae
Amaranthus retroflexus
L.
N.V.: bredo, caruru, caruru-áspero, caruru-de-raiz-vermelha, caruru-gigante.
Espécie herbácea anual que se desenvolve em todo o País, vegetando em áreas ocupadas por lavouras
anuais ou perenes. Aparece com frequência em plantios de batata e tomate, entre outros. Considerando
a fruticultura, ocorre em lavouras de banana, mamão e manga, e em pomares de citros e goiaba. Ocorre
ainda em quadras de maracujá e em uva. Forma compostos alelopáticos que inibem o desenvolvimento
do milho e da soja. Abriga tripes das espécies
Selenothrips rubrocinctus
e
Frankliniella schultzei
, que atacam
a cultura da manga. Hospedeira de
Pseudomonas syringae
pv.
syringae
, que causa a mancha-marrom no
feijoeiro.
Apresenta caule cilíndrico-anguloso, verde a avermelhado, engrossado em toda a sua extensão, pouco
áspero, ramificado desde a base e com os ramos inferiores podendo emitir raízes adventícias. Folhas
simples, longo-pecioladas, dispostas de forma alternada helicoidal. Limbo lanceolado ou romboidal,
com a base cuneada podendo ser pouco assimétrica, ápice longamente acuminado, discretamente
piloso em ambas as faces e com as margens inteiras. Inflorescência terminal e axilar do tipo cacho de
espigas, as terminais muito desenvolvidas, ambas cilíndricas e de coloração verde. Espigas constituídas
por numerosas flores de sexo separado e dispostas congestamente. Tanto as flores masculinas como as
femininas são constituídas por 3 brácteas pontiagudas e 5 tépalas de coloração verde, persistentes no
fruto. Fruto seco do tipo pixídio. Pode ser identificada em campo por meio do caule grosso e anguloso,
acrescentando-se a observação das raízes principais, que se apresentam avermelhadas, característica
que aparece também em
A. blitum
, mas que tem folhas com ápice emarginado. Propagação por meio de
sementes.