Página 44-45 - Manual de Identificação de Plantas Infestantes - Hotifrúti

Versão HTML básica

42
43
Família Amaranthaceae
Achyranthes aspera
L.
N.V.: carrapicho-rabo-de-coati, espiga-de-espinhos, flor-de-palha, picete-do-mato, prega-prega, rabo-
de-coati, rapa.
Espécie herbácea perene que se desenvolve em alguns Estados da Região Sudeste do País, onde é nativa.
Nas Regiões Centro-Oeste e Nordeste, foi introduzida acidentalmente, instalando-se em áreas ocupadas
por lavouras, pomares e hortas, a exemplo das culturas de tomate e citros. Hospeda o fungo
Monosporascus
cannonballus
, que causa o colapso do meloeiro. Instala-se commuita frequência empastagens, onde passa
a ser inconveniente pelo fato de possuir princípios tóxicos. Se ingerida na fase vegetativa, pode levar a
rês à morte.
Apresenta caule levemente quadrático, verde com pigmentação vermelha, pouco ramificado, entrenós
longos com nós engrossados e achatados, completamente glabro, pouco carnoso e algo ceríceo. Folhas
simples, opostas cruzadas, curto-pecioladas e com o limbo em formato obovado, pouco pubescente em
ambas as faces e com margens sinuosas a onduladas. Inflorescência terminal do tipo espiga, constituída
por flores que se inserem à volta de um longo eixo também carnoso. Flores sésseis, hermafroditas, com
cálice verde-amarelado protegido por brácteas com o ápice rígido e modificado em ponta espinescente,
sempre orientado para baixo. Fruto do tipo cápsula, que carrega consigo as brácteas espinescentes. Esta
espécie pode ser identificada em campo através dos frutos protegidos pelas brácteas espinhosas voltadas
para a base da planta. Propagação através de sementes.