Página 36-37 - Manual de Identificação de Plantas Infestantes - Hotifrúti

Versão HTML básica

34
35
Família Aizoaceae
Trianthema portulacastrum
L.
N.V.: bredo, bredo-fino.
Espécie herbácea anual ou com ciclo mais prolongado que se estabeleceu na Região Nordeste do Brasil,
onde foi introduzida acidentalmente, passando a ocupar áreas de fruticultura e olericultura. Consta da
IN nº 15/2007 do Ministério da Agricultura, a qual aprova os requisitos fitossanitários para a importação
de sementes de arroz da Índia.
Apresenta caule geralmente prostrado, amplamente ramificado, ramos verdes a acastanhados e revestidos
por esparsa pilosidade. Folhas simples de disposição oposta dística, fortemente anisofilas entre os pares
e com o pecíolo canaliculado expandido lateralmente. Limbo arredondado, ovalado ou obovalado de
base subcordata e ápice obtuso, levemente emarginado ou apiculado, glabro e com margens inteiras a
discretamente sinuosas. Flores solitárias localizadas entre os pecíolos, sésseis, cálice com 5 sépalas adnatas
à base das folhas, corola rósea com 5 pétalas, androceu com numerosos estames e gineceu pluricarpelar
com ovário cilíndrico achatado e denticulado. Fruto seco do tipo cápsula com ápice truncado. Pode ser
confundida comespécies da família Rubiaceae. Em campo, pode ser identificada através da suculência dos
ramos e folhas, acrescentando-se as folhas opostas fortemente anisofilas e as flores solitárias interpeciolares
com cálice soldado à base das folhas. Propagação através de sementes.