Página 392-393 - Manual de Identificação de Plantas Infestantes - Hotifrúti

Versão HTML básica

390
391
Família Euphorbiaceae
Euphorbia hirta
L.
N.V.: alcanjoeira, burra-leiteira, caá-cica, erva-andorinha, erva-de-cobre, erva-de-santa-luzia, erva-de-
sangue, leiteira.
Espécie herbácea anual que se desenvolve em todo o País, vegetando emáreas onde se praticamatividades
de horticultura e fruticultura, especialmente em pomares de laranja e goiaba. Ocorre ainda em margens
de rodovias e no meio urbano, pode ser facilmente encontrada em jardins, terrenos baldios e ao longo
das fendas nas calçadas. Hospedeira de afídeos transmissores do vírus PRSV-p, responsável pelomosaico
do mamoeiro. Considerando os aspectos fitossanitários, a espécie pode hospedar nematoides e vírus.
Fornece recursos alimentares para abelha-europa. A planta é amplamente utilizada na medicina popular.
Citada em outras obras com o nome de
Chamaesyce hirta.
Apresenta caule prostrado, verde commanchas avermelhadas, lactífero e com pilosidade branca. Folhas
simples, opostas, assimétricas, verdes com intensa pigmentação avermelhada, margem serreada, pecíolo
muito curto e avermelhado. Inflorescência do tipo ciátio, reunido em fascículos nas axilas das folhas
e terminais. Cada ciátio contém uma flor feminina constituída apenas pelo pedúnculo e gineceu com
ovário avermelhado trilocular. Flores masculinas, abaixo das femininas, emnúmero de 2 a 8, constituídas
apenas pelos estames. Fruto do tipo tricoco. Espécie muito parecida com
Euphorbia hyssopifolia
, a principal
diferença encontra-se nas folhas e inflorescência, a saber:
E. hirta
apresenta folhas com base muito
assimétrica e a inflorescência possui pedúnculo mais curto e ciátios mais aglomerados, enquanto que
em
E. hyssopifolia
as folhas possuem bases pouco assimétricas e a inflorescência possui pedúnculo mais
longo e os ciátios mais laxos. Propagação por meio de sementes.