Página 372-373 - Manual de Identificação de Plantas Infestantes - Hotifrúti

Versão HTML básica

370
371
Família Cyperaceae
Scleria mitis
P. J. Bergius
N.V.: navalha-de-macaco.
Espécie subarbustiva perene que se desenvolve em todo o País, vegetando em ambientes úmidos,
a exemplo das baixadas ocupadas com espécies olerícolas. Instala-se também em lavouras anuais e
pastagens.
Apresenta caule subterrâneo do tipo rizoma curto, capaz de formar partes aéreas representadas pelo escapo
ou falso caule, que pode alcançar até 1,5 metro de altura. Escapo triangular com função de transportar
folhas e inflorescências. Folhas glabras de margens serreadas. Limbo linear-lanceolado com a porção
basal concrescida ao escapo, simulando alas, e também provido de uma estrutura semelhante a uma
lígula, oposta ao ponto de concrescência da lâmina ao escapo. Esta estrutura também se repete nas axilas
das folhas, onde se originam os eixos das inflorescências. Inflorescência racemosa constituída por eixos
secundários alternados, cada um com uma bráctea involucral semelhante às folhas. Eixos secundários
grossos, contendo espiguetas pediceladas verdes a purpúreas. Fruto seco do tipo aquênio globoso, liso,
muito endurecido, branco namaturidade e assentado sobre brácteas lanceoladas agudas, o qual é a unidade
de dispersão da espécie, juntamente com a fragmentação do rizoma. Pode ser identificada em campo por
meio da estrutura semelhante a uma lígula, localizada no lado oposto à inserção das folhas no escapo.