Página 356-357 - Manual de Identificação de Plantas Infestantes - Hotifrúti

Versão HTML básica

354
355
Família Cyperaceae
Cyperus surinamensis
Rottb.
N.V.: junça, junquinho, tiririca, três-quinas.
Espécie herbácea perene que se desenvolve em todo o País, vegetando em áreas ocupadas por lavouras
e áreas irrigadas do polo de fruticultura do Nordeste. Mostra-se indiferente em relação aos fatores físico-
químicos dos solos, tolerando desde solos muito secos, solos úmidos a encharcados, até locais cujos solos
são essencialmente arenosos.
Apresenta caule subterrâneo do tipo rizoma curto e fino, com capacidade de formar touceiras não muito
densas. Folhas da base da planta emnúmero de 5 a 7, estreitas, longamente acuminadas e cujo comprimento
pode alcançar a porção mediana do eixo da inflorescência. Escapo com até 0,6 m de altura, superfície
trígona com ângulos obtusos em toda a extensão, levemente piloso e de coloração verde, com manchas
amarelo-ferrugíneas. Possui no seu ápice 5 a 7 brácteas com tamanhos diferenciados, posicionadas
obliquamente, com exceção de uma, que se posiciona na vertical, simulando uma extensão do escapo.
Inflorescência terminal constituída por espigas assentadas sobre eixos secundários, emnúmero semelhante
ao das brácteas. Espigas de coloração amarela com a base avermelhada constituída por numerosas
espiguetas lanceoladas, achatadas e acuminadas. Fruto do tipo núcula, o qual é a unidade de propagação,
juntamente com a fragmentação do rizoma. Assemelha-se com
C. eragrostis
, o qual possui maior número
de brácteas no ápice do escapo, sendo algumas destas muito longas e com a ponta dirigida para a base.