Página 352-353 - Manual de Identificação de Plantas Infestantes - Hotifrúti

Versão HTML básica

350
351
Família Cyperaceae
Cyperus rigens
C. Presl
N.V.: junça, junça-caneluda, junquinho, tiririca, tiriricão, três-quinas.
Espécie herbácea perene que se desenvolve nas Regiões Centro-Oeste, Nordeste, Sudeste e Sul do Brasil,
instalada em ambientes de brejo ou então em áreas irrigadas, ocupadas por lavouras ou fruticultura.
Ocorre também emmargens de canais e ao longo dos cursos d’água. Citada em outras obras com o nome
de
C. laetus.
Apresenta caule do tipo rizoma lenhoso e irregular, capaz de formar colônias densas e homogêneas.
Folhas da base da planta em número de 4 a 7, que se igualam ao tamanho da inflorescência ou então
ultrapassam essa altura. Eixo da inflorescência ou escapo de coloração verde e de superfície glabra,
trígono e apresentando o mesmo calibre da base ao ápice. Em toda a sua extensão, revela uma depressão
entre os 3 ângulos. O ápice do escapo revela ainda um largo anel amarelo-esbranquiçado, bem próximo
ao invólucro de 6 até 8 brácteas, as quais possuem tamanhos diferenciados, uma delas sempre longa,
3 a 4 de tamanho mediano e as demais menores, estas equivalendo à altura das espigas mais baixas.
Inflorescência terminal do tipo espiga, inserida no ápice dos raios, em número médio de 10 e cujos
tamanhos também são diferenciados. Espigas cilíndricas de coloração amarelada passando a ferrugínea
na maturação, assentadas sobre brácteas linear-retrorsas, ou seja, voltadas em direção à base da planta.
Fruto do tipo núcula. Assemelha-se com
C. difformis
, podendo ser diferenciada pelo número de brácteas
que margeiam a inflorescência e também pela presença das brácteas lineares, que se localizam sob as
espigas. Propagação por meio de sementes e por fragmentação do rizoma.