Página 288-289 - Manual de Identificação de Plantas Infestantes - Hotifrúti

Versão HTML básica

286
287
Família Convolvulaceae
Ipomoea aristolochiifolia
G. Don
N.V.: amarra-amarra, campainha, corda-de-viola, corriola, getirana.
Espécie herbácea anual que se desenvolve nas Regiões Centro-Oeste, Nordeste e Sudeste do Brasil,
vegetando junto a culturas anuais de verão e de inverno, áreas ocupadas complantios de batata, pomares
de laranja e goiaba e em cultivos de banana e uva. Planta apícola.
Apresenta caule avermelhado do tipo trepador volúvel, muito ramificado e recoberto por esparsos pelos
esbranquiçados. Os ramos enrolam-se nas plantas cultivadas, dificultando a colheita. Folhas simples,
pecioladas, dispostas de forma alternada. Limbo cordiforme com base cordata e ápice agudo, piloso na
face superior, glabro na inferior e com as margens inteiras, as quais podem exibir dentes distribuídos
irregularmente na porção apical da folha. Inflorescência axilar constituída por pseudodicásios, contendo
geralmente 2 a 3 flores. Flores com pedúnculos grossos e achatados, cálice com 5 sépalas lanceoladas
de ápice agudo, a externa normalmente apresenta rugosidades, corola rósea ou lilacina, contendo 5
pétalas soldadas formando um tubo largo, purpúreo internamente, androceu com 5 estames e gineceu
bicarpelar. Fruto seco do tipo cápsula. Pode ser reconhecida em campo pelas folhas, que se apresentam
sempre cordiformes e recobertas por pelos esbranquiçados na face superior ou ventral. Propagação por
meio de sementes.