Página 246-247 - Manual de Identificação de Plantas Infestantes - Hotifrúti

Versão HTML básica

244
245
Família Brassicaceae
Rapistrum rugosum
(L.) All.
N.V.: mostarda, rapistro.
Espécie herbácea, anual ou bianual e que se desenvolve nas Regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil,
onde foi introduzida acidentalmente. Instala-se com frequência em ambientes cultivados, a exemplo das
hortas domésticas e comerciais. Vegeta tanto em solos secos quanto naqueles combom suprimento hídrico.
Apresenta caule cilíndrico, pouco anguloso, verde, bastante ramificado desde a base e recoberto por
pilosidade baixa, invisível à vista desarmada. Folhas alternadas com pecíolo canaliculado e levemente
pubescentes. Limbo em formato variável, na base da planta é recortado em lobos com formato e número
irregulares, junto da inflorescência possui forma lanceolada. Ambos com margens irregularmente
serreadas. Inflorescência terminal do tipo cacho em longos eixos, podendo ocorrer também na axila das
folhas. Flores pedunculadas, cálice com 4 sépalas livres, corola com 4 pétalas obovadas amareladas,
também livres, androceu com 6 estames, sendo 4 maiores e 2 menores, e gineceu bicarpelar. Fruto
do tipo silícola indeiscente, constituído por dois artículos superpostos, o superior globoso, rugoso e
fértil. Assemelha-se com
Sinapis arvensis
tanto no porte, quanto na coloração das flores e no habitat, no
entanto, podem ser diferenciadas pela morfologia dos frutos, que em
S. arvensis
é uma síliqua alongada.
Propagação por meio de sementes.