Página 218-219 - Manual de Identificação de Plantas Infestantes - Hotifrúti

Versão HTML básica

216
217
Família Boraginaceae
Euploca polyphylla
(Lehm.) J. I. Mello & Semir
N.V.: crista-de-galo, relógio, sete-sangrias.
Espécie herbácea anual que se desenvolve na Região Nordeste e nos Estados do Amapá e Rio de
Janeiro. Ocorre em áreas do polo de fruticultura do Vale do São Francisco. Recomendada para uso no
paisagismo, especialmente para forração de canteiros em função do porte adequado, textura das folhas
e pela inflorescência atrativa. Fornece néctar e pólen durante todo o ano para abelhas-europa. Citada em
outras obras com o nome de
Heliotropium polyphyllum.
Apresenta caule prostrado, carnoso, cilíndrico, verde-claro e recoberto por pilosidade áspera.
Frequentemente a parte terminal dos ramos pode ser ascendente. Folhas simples, sésseis ou curtamente
pecioladas, estipuladas e de disposição oposta e alternada na mesma planta. Limbo carnoso em formato
lanceolado com ápice agudo, pubescente em ambas as faces e com as margens inteiras. Inflorescência
terminal do tipo escorpioide, transportando uma série de flores ao longo do eixo, cujo ápice é sempre
curvado. Flores sésseis ou com curtíssimo pedúnculo, cálice com 5 sépalas, corola com 5 pétalas
soldadas, de coloração branca, formando um tubo amarelado, androceu e gineceu inclusos. Fruto do
tipo esquizocarpáceo commericarpos drupoides. Assemelha-se com
E. procumbens
, o qual possui folhas
lanceoladas com o ápice obtuso ou arredondado. Propagação por meio de sementes.