Página 202-203 - Manual de Identificação de Plantas Infestantes - Hotifrúti

Versão HTML básica

200
201
Família Balsaminaceae
Impatiens walleriana
Hook. f.
N.V.: balsamina, beijinho, beijo, beijo-de-frade, beijo-turco, ciúmes, impatiens, maravilha, maria-sem-
vergonha, melindre, não-me-toque, suspiro.
Espécie herbácea perene que se desenvolve em todo o País, onde foi introduzida como planta ornamental,
extrapolou os limites do paisagismo e avançou para o interior de áreas naturais, onde estabeleceu
populações que podem ameaçar o meio ambiente. Instala-se com frequência em cultivos de banana das
Regiões Sudeste e Sul do Brasil. Forma compostos alelopáticos que inibem a germinação das sementes
de cevada.
Apresenta caule cilíndrico nas porções mais velhas da planta e pouco quadrangular nos ramos jovens,
carnoso, verde e com pigmentação avermelhada junto aos nós. Folhas da base da planta alternadas
helicoidais e as superiores opostas, pecioladas, limbo lanceolado e commargens serreadas ou onduladas;
neste caso ocorrem pequenos dentículos entre as ondulações. Inflorescência constituída por flores em
dicásio, localizadas nas axilas das folhas. Flores vistosas, de coloração rósea ou outras cores similares,
longo-pedunculadas, cálice com 3 sépalas livres, uma delas com formato espatulado côncavo e com uma
extensão longa, oca e cilíndrica denominada de esporão e que representa um nectário. Corola com 5
pétalas livres diferentes entre si, as quais protegem o androceu e o gineceu, representados pela estrutura
alongada e esverdeada central. A planta pode ser facilmente identificada em campo pelo cálice, que
apresenta em uma de suas sépalas um nectário longo e tubiforme. Propaga-se por meio de sementes e
do enraizamento da base caulinar.