Página 196-197 - Manual de Identificação de Plantas Infestantes - Hotifrúti

Versão HTML básica

194
195
Família Asteraceae
Tridax procumbens
L.
N.V.: erva-de-touro.
Espécie herbácea, anual ou bianual, nativa e de distribuição desconhecida nas regiões brasileiras. Instala-
se em áreas com lavouras anuais ou perenes, áreas destinadas à fruticultura, entre outras. Partes da
planta são utilizadas na medicina popular, além do uso como inseticida. Fornece recursos alimentares
para abelhas-europa.
Apresenta caule verde ou com pigmentação avermelhada, ramos prostrados ascendentes capazes de
originar raízes e recobertos por pilosidade branca. Folhas opostas cruzadas, curto-pecioladas e com o
limbo ovalado ou em forma de losango, com as margens irregularmente serreadas e as faces também
revestidas por pilosidade. Inflorescência terminal do tipo capítulo isolado. Capítulos oblongos assentados
sobre um longo eixo piloso e margeados por brácteas verdes que protegem numerosas flores de sexo
diferenciado. As flores masculinas são periféricas e possuem lígula tridentada, podendo ocorrer também
lígulas bidentadas ou inteiras, coloração amarela ou branca. No centro do capítulo inserem-se flores
hermafroditas com corola amarela. Na maturação rompem-se as brácteas que margeiam o capítulo para
dar lugar à disseminação dos frutos do tipo aquênio, coroados por um tufo de pelos sedosos. Pode ser
identificada em campo por meio do conjunto formado pelos capítulos abertos com coloração amarelada
e branca, associados a capítulos globosos frutificados, exibindo numerosos pelos sedosos. Propaga-se
por meio de sementes.